Search
Generic filters
Filtrar por
Produtos
Páginas
Artigos
Tutoriais
Eventos
Posts

FALE COM A CONPROVE


    Software CT

    Software CT

    Categorias: ,

    Descrição

    É possível automatizar os testes de rotina em TC’s, aumentando a confiabilidade e precisão do procedimento?

    Com o software CT, aliado aos hardwares CE-7012 ou CE-7024, os seguintes testes podem ser realizados:

    • Relação de Transformação por corrente;
    • Relação de Transformação (utilizando tensão);
    • Relação de Transformação para bobina Rogowski;
    • Relação de Transformação para baixa potência;
    • Burden ou Carga;
    • Levantamento da Curva de Magnetização;
    • Resistência de Enrolamento com compensação de temperatura;
    • Teste de Isolação (verificação da corrente de fuga);
    • Teste de Polaridade;
    • Rotina de desmagnetização;

    Desenvolvido para realizar testes manuais e/ou automáticos em transformadores de corrente, o software “CT” permite a geração simultânea sinais de corrente e/ou tensão e a medição de sinais de corrente e/ou tensão para avaliação do correto funcionamento dos TCs.

    Nele o usuário define, para cada sinal, um canal de geração e um canal de medição de acordo com a configuração do equipamento de teste. Esse software somente é compatível para o CE-7012 e CE-7024.

    Com essa ferramenta, aliada às características dos nossos hardwares, o usuário terá condições totais de automatizar testes fundamentais que antes eram realizados de maneira arcaica e sem precisão. Sem contar com o pós-teste onde os relatórios podem ser criados de maneira automática. Outro detalhe importante é o fato da simplicidade de manuseio do software. Nele o usuário encontrará diagramas de ligações para facilitar a conexão entre a mala e o equipamento testado.

    Nos testes de relação, é possível já extrair a polaridade do TC e o software por default já realiza o procedimento em 55 Hz (podendo ser alterado, caso o usuário queira), evitando influencias de induções externas.

    Nos testes de burden o usuário escolhe a forma de avaliação, sendo através da tensão de joelho ou da potência instalada de cabos.

    Para levantar a curva de saturação, pode-se escolher qual a norma que irá validar o joelho, sendo elas: IEC/BS, ANSI 45° ou ANSI 30°.

    No teste de resistência de enrolamento é possível também compensar a temperatura de quando o teste foi realizado para uma temperatura de referência. (compensação automática do cobre)

    Por fim, existe uma rotina de desmagnetização, onde permite ao usuário utilizá-la caso queira, sem a necessidade de rodar o teste de levantamento da curva.

    Em todos os testes há a possibilidade de se trabalhar com a comutação automática de escalas, otimizando mais ainda o procedimento e aumentando a confiabilidade da análise final.

    Informação adicional

    CTC

    Avaliações

    Não há avaliações ainda.

    Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.